11 de setembro de 2015

Os convidados já disseram que sim e a cadeira está à espera deles todos nos estúdios da TVI. Todos mesmo – até daquele que disse que não ia.

O programa ‘Isso É Tudo Muito Bonito, Mas’ (IETMBM), que começa segunda-feira no final do Jornal das 8,  já tem confirmados Jerónimo de Sousa para a estreia, Catarina Martins para quarta-feira seguinte, Paulo Portas para quinta e António Costa a fechar a semana, na sexta. E na terça? Ricardo Araújo Pereira explicou hoje aos jornalistas que tem a certeza que Passos Coelho acabará por estar presente para a entrevista no “daily show das barracas” – como os Gato Fedorento gostam de classificar o programa – precisamente porque disse que não iria. «E como nós sabemos que ele faz sempre o contrário daquilo que diz, estamos muito seguros que virá”, explicou, numa conferência de imprensa onde estiveram presentes os Gato Fedorento menos um – Tiago Dores (um dos motivos poderá ser “prisão domiciliária”, como foi explicado...).
O diretor de informação da TVI, Sérgio Figueiredo, aproveitou a ocasião para explicar que a estação deu aos Gato a sua principal montra, no canal aberto, e que o programa vai, “em quatro semanas, analisar a campanha”, provavelmente  melhor que ninguém.
‘Plafonamento’: é desta que vamos perceber?
Seguindo o tom dos ‘Gato’, Sérgio Figueiredo disse ter confiança que serão eles a explicar o significado de “plafonamento” aos portugueses.  E acrescentou estar surpreendido pela forma como os protagonistas políticos aceitaram participar no programa. “E não será mais do mesmo”, garantiu o diretor de informação da TVI.
Já no espírito da atual campanha, e sentindo que os jornalistas não estavam atentos, os Gato, na conferência de imprensa no Espaço Espelho d’Água, retiraram o pano que tapava um grande painel com uma fotografia do n.º 33 da Rua Abade Faria, onde Sócrates agora vive, uma fachada azul clara que arranca imediatamente gargalhadas. “Agora que já vejo um brilhozinho nos olhos da comunicação social, podemos falar melhor”.
Prometendo momentos televisivos animados, os Gato explicaram com gráficos o “nível de comicidade” superior que se prevê em relação ao seu antepassado - Gato Fedorento Esmiuça os Sufrágios, emitido na SIC, em 2009. São projeções encomendadas a “amigos economistas”, embora não tenham as contas feitas.
“De um modo geral, o programa será constituído por uma primeira parte repleta de observações prenhes de comicidade e de uma segunda na qual o apresentador entrevista diversos sotores e sotoras”. E dá na televisão, antes da telenovela.
Comparando com o programa da Comedy Central, este ‘daily show das barracas’, em vez de “uma equipa de 15 guionistas e 30 pesquisadores”, conta com a escrita dos três ‘gatos’, que vão trabalhar das 8h da manhã às 9h da noite, e o suporte do jornalista Vitor Moura Pinto, “bem como o apoio de toda a redação” da TVI.

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.

Follow Me