4 de agosto de 2015

O humorista vai assumir um papel diferente na cobertura das próximas eleições. Sérgio Figueiredo, diretor de informação da TVI, confirmou, no Jornal das 8 deste domingo, que será um dos repórteres que a estação de Queluz de Baixo terá no terreno durante o período eleitoral.



"Vamos estar no terreno com equipas espalhadas pelo país, onde vamos estar de forma surpreendente. O Ricardo Araújo Pereira será também um repórter TVI, acompanhando os candidatos. Será a introdução do humor na política sem tirar, como é óbvio, a seriedade aos assuntos dos portugueses", revelou o diretor de informação da TVI no espaço de comentário do professor Marcelo Rebelo de Sousa no Jornal das 8 deste domingo.
É um regresso à reportagem na TVI para Ricardo Araújo Pereira, que começou a dar os primeiros passos na carreira como repórter de informação do quarto canal, onde estagiou, depois de ter concluído
Fica por apurar o que acontecerá ao programa dos Gato Fedorento, anunciado na apresentação da nova grelha da TVI24 no passado mês de junho. De recordar que Sérgio Figueiredo tinha anunciado o regresso à televisão do grupo composto por Ricardo Araújo Pereira, José Diogo Quintela, Tiago Dores e Miguel Góis. O quarteto teria, na antena do canal informativo da TVI, um programa de acompanhamento das eleições legislativas com humor ao jeito de Esmiúça os Sufrágios que o quarteto apresentou na SIC, em 2009. Na altura, o responsável explicou que seria "um formato novo, feito em direto, com público, mais participado, igualmente divertido mas construtivo, para o Ricardo e mais três gatos fazerem uma cobertura muito especial do acontecimento mais importante deste ano".
As revelações não se ficaram por aqui e o diretor de informação da estação de Queluz de Baixo anunciou ainda as mais recentes novidades no que toca à cobertura que a comunicação social fará destas eleições legislativas. As três televisões generalistas terão dois debates transmitidos em simultâneo. O frente a frente entre o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho e o secretário geral do PS, António Costa, e também um debate com os líderes dos cinco principais partidos nacionais. O frente a frente não tem ainda data definida mas será depois do primeiro feito pelas rádios (Antena 1, TSF e Renascença) no dia 10. O último com os cinco líderes será no dia 22 ou 21 estando, ainda, por acertar essa data.
Um consenso que surgiu depois dos diretores de informação dos três canais generalistas terem feito uma proposta que reconheceram ser "maximalista" por incompatibilidade com as agendas dos políticos.

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.

Follow Me