18 de maio de 2014

O Partido Livre, liderado por Rui Tavares, vai contar com uma ajuda extra na campanha eleitoral da próxima semana, avança o Expresso. Depois de ter recusado vários convites dos partidos de esquerda, Ricardo Araújo Pereira decidiu juntar-se ao candidato independente e num tempo de antena irá apelar ao voto ao candidato, que considera ser "muito sério no trabalho que faz".



O humorista e comentador Ricardo Araújo Pereira, que nos últimos anos tentou, de todas as maneiras, fugir ao assédio dos partidos da esquerda decidiu finalmente ceder e dar a cara pelo... Partido Livre.
A justificação é simples: “Acho muito injusto se [Rui Tavares] não for eleito”.
A sua participação na campanha do candidato independente resume-se à participação num tempo de atena que será emitido na próxima terça-feira, e o comediante, que afirma que “não sou, nem tenciono ser militante”, confessa ao Expresso, que até tem medo dos efeitos da sua participação.
“Quando falo muito, meto o pé na poça”, diz.
Na gravação que fez e que irá pra o ar na próxima semana, Ricardo Araújo Pereira considera que Rui Tavares é alguém que leva “muito a sério o trabalho que faz no Parlamento Europeu” e que é crucial escolher bem os 21 eurodeputados portugueses.
Já o partido acredita que Araújo Pereira pode ser uma mais-valia sobretudo junto do eleitorado mais jovem que tende a ter “dificuldade em participar na cidadania ativa”.

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.

Follow Me