26 de novembro de 2011


O Sportingapoio foi entrevistar o verdadeiro Leão Fedorento. Zé Diogo Quintela, um enorme Sportinguista e um dos grande humoristas deste pais recebeu-nos em sua casa e falou para todos nós, Sportinguistas. Conhecido pelo seu grande sentido de humor, Zé Diogo foi igual a si próprio e mostra aqui toda a paixão que sente pelo nosso clube.
SA- Zé Diogo, o teu Sportinguismo vem de família?
ZDQ- Não, não vem de família, lá em casa nem o meu pai nem o meu irmão mais velho eram do Sporting nem eram, aliás, grandes apreciadores de futebol. Lembro-me simplesmente de ser do Sporting. Lembro-me de estar a ver um Sporting – Benfica, que perdemos 3-2, e lembro-me que a partir dai decidi ser do Sporting. Gostava mais deles do que dos outros.
SA- E quando é que começaste a ir ao estádio?
ZDQ- A partir dos 9 anos, um tio meu começou a levar-me a Alvalade. O 1º jogo que fui ver, curiosamente, foi um Benfica-Sporting, em 1986, em que lhes ganhámos por 2-1 com golos do Manuel Fernandes e do Morato e com essa vitória lhes roubámos o título. Lembro-me de festejar os golos no meio dos adeptos benfiquistas.
SA- Viveste nos Estados Unidos, é diferente ser-se adepto do Sporting no estrangeiro?
ZDQ- É um factor de ligação. Uma das coisas que queria saber era do Sporting, isto foi a seguir ao ano trágico dos 6-3, em 94/95, e a seguir ganhámos a Taça de Portugal e perdemos uma eliminatória com o Real Madrid pela diferença de golos. Eu assinava o jornal A Bola e era por ai que acompanhava o clube pois nessa altura não havia nem mails nem telemóveis.
SA- Tal como muitos jovens, alguma vez sonhaste ser jogador de Futebol do Sporting?
ZDQ- Sim claro, mas eu na altura praticava era Rugby, o meu objectivo era ser atleta de Rugby e o Sporting não tem Rugby…
SA- Tens pena que o clube não tenha Rugby nas suas modalidades?
ZDQ- Tenho pena porque provavelmente teria representado o Sporting, como não foi possível tive que jogar no Técnico, que ainda por cima era às riscas azuis e brancas [risos]
SA- Quem eram os teus ídolos na juventude?
ZDQ- Foram vários, o Balakov claro e antes disso foi o Manuel Fernandes e o Paulinho Cascavel. Eu adorava o Paulinho Cascavel. Quando tive a mania que era guarda-redes o meu ídolo era o Meszaros.
SA- Consegues descrever o momento mais feliz que o Sporting já te proporcionou?
ZDQ- Sim, sendo só um momento sem duvida que foi o ano do titulo, depois de 18 anos de jejum. Foi o momento mais marcante, a apoteose como Sportinguista.
SA- Nos «Tesourinhos Deprimentes» dos Gatos Fedorentos vimos uma entrevista tua em que dizes que o Quim Berto era o jogador mais importante desse título, como foi isso?
ZDQ- Já na altura eu queria ter piada, eu era um puto estúpido [risos]. Eu e o meu grupo de amigos conseguimos entrar dentro do campo e andávamos por ali a festejar e foi quando se deu essa entrevista.
SA- E neste novo estádio?
ZDQ- Eu não estive nos 5-3 ao Benfica, estava doente e mais doente fiquei por não ter ido ver o jogo, pelo que sendo assim o jogo que melhor recordação me traz é frente ao Newcastle em que vencemos por 4-1
SA- E o pior momento?
ZDQ- Sem dúvida a derrota na final da Taça UEFA, frente ao CSKA Moscovo [1-3].
SA- O treinador Peseiro foi o culpado dessa derrota?
ZDQ- Eu não sou fã do Peseiro, nunca fui! Até parece ser uma excelente pessoa, mas é um “quase”, é um pé frio. É uma espécie de Carlos Queiroz mas em simpático Mas, obviamente, não foi o único responsável por essa derrota.
SA- Costumas acompanhar o Sporting, nas deslocações ao estrangeiro?
ZDQ- Não tanto quanto gostaria, em média devo ir uma vez por época.
SA- Costumas ficar junto aos adeptos ou usas o teu “estatuto de figura pública” para ficares nos camarotes?
ZDQ- Não, até porque que estatuto é que eu tenho? Compro sempre o meu bilhete e vou com os meus amigos Sportinguistas. Aliás, por acaso em Madrid na última época, graças ao Paulo Futre, um grande senhor e um grande Sportinguista, acabei por ir para a tribuna, mas de resto vou sempre para o meio dos adeptos em geral.
SA- Cantas as musica das Claques leoninas? Qual a musica que mais gostas?
ZDQ- Sim claro, gosto das mais antigas, que se gravaram em CD, como o “Só eu sei porque não fico em casa” e gosto muito de uma mais recente que é “Até Morrer, Sporting allez”
SA- Como é conviver com 3 gatos fedorentos e benfiquistas? Costumam trocar “galhardetes”, SMS uns aos outros durante os jogos?
ZDQ- Não. Temos um grande respeito uns pelos outros. É assim, tem que se ter um trato ao lidar com benfiquistas! Com eles os três o que eu tenho que ter é sempre atenção a carteira [risos]. Mas não, não costumamos falar muito sobre isso, porque senão nem trabalhávamos
SA- Mas para ti sendo o único Sportinguista, é mais difícil te “defenderes”?
ZDQ- Por exemplo, a seguir a perder aquele jogo do golo faltoso do Luisão, tive que gravar no dia a seguir e não foi fácil, é chato.
SA- Custa-te escrever sobre o Sporting, brincar com o Sporting?
ZDQ- Custa porque não sou imparcial, uma pessoa nunca o é 100% imparcial. Escreves sempre com os teus preconceitos, mas tentas sempre ser imparcial para poderes gozar com tudo! Mas eu contenho-me muitas vezes, mas até há quem considere que eu falo muito.
SA- E brincar com o Benfica ou o Porto é fácil?
ZDQ- Muito, muito.
SA- E os outros gatos, como é que reagem quanto escreves piadas sobre o Benfica?
ZDQ- Eles aceitam bem, se tiver piada até se riem.
SA- Quando num sketch retractou um relato da derrota do Benfica com o Olympiacos, deu-te um certo gozo?
ZDQ- Deu, claro que deu. Aquilo foi quase um relato como os da BenficaTV, onde eles quase que chegam ao ponto de dizer: “Toma lá chutámos a bola para fora” e “vai lá buscar”. Esse género de caricaturas é sempre giro de fazer. Com o Porto até mais.
SA- Benfica ou Porto? Qual gostas menos?
ZDQ- Neste momento e nos últimos 15 / 20 anos, o Porto é um clube batoteiro, esta provado pelo menos para mim e não tenho a mesma atitude em relação ao Benfica. Podemos não gostar nada do Benfica mas não é como o Porto. Nunca torceria era por nenhum, alias, torço sempre contra.
SA- Até nas competições Europeias?
ZDQ- Sim, eles são os nossos rivais. Para alguns é um escândalo, a minha mulher, por exemplo, acha que eu devia torcer por eles contra os estrangeiros mas não consigo. Ontem [4ª feira] por acaso torci pelo Porto frente ao Shakhtar, mas era para o treinador deles não ser despedido, ele que fique lá muito mais tempo…
SA- Achas que o Vítor Pereira não vai triunfar no Porto?
ZDQ- Quando falamos no Porto nunca se sabe, até porque acontecem sempre coisas estranhas, outros factores que não são controláveis por nós.
SA- O Porto esta acima da lei?
ZDQ- Eu acho que sim
SA- Para o dérbi do próximo sábado, tens prognósticos?
ZDQ- Para já queria saudar a decisão do Benfica de ter posto aquela jaula, Assim estaremos muito mais seguros, não nos podemos esquecer do mais importante, que é irmos para o meio dos adeptos do Benfica, eu só espero é que coloquem uma tela na parte de cima, por causa dos very-lights, portanto quem for na caixa, vai muito mais seguro.
SA- Vais ver o jogo no estádio?
ZDQ- Não, não vou porque não tomei as vacinas e então não quero arriscar a entrar ali.
SA- Mas tas confiante?
ZDQ- Sim sim. Acho que vamos ganhar, não te sei dizer por quantos, mas tive um sonho e sei que vamos ganhar.
SA- Quem marca?
ZDQ- O Van Wolsfwinkel e vão levar um golo do João Pereira, só para verem como elas doem…ah e também um do Rui Patrício de baliza a baliza.
SA- Concordas com o facto de o João Pereira ser um dos capitães?
ZDQ- Sim e sabes porquê? Porque ele viu a luz, viu que era porcaria e agora é uma pessoa recuperada, é um convertido e um dos mais abnegados.
SA- E o Domingos, o seu passado ligado ao Porto, incomoda-te?
ZDQ- O Domingos parece-me ser uma excelente pessoa e isso é importante. Irritam-me bons treinadores mas com mau carácter e o Domingos é um bom treinador e uma excelente pessoa. O seu passado portista? Bem também julgo que se esta a limpar disso e teve que levar com um bocadinho de água rás, mas eu não acho que o treinador precise de ser adepto do clube, tem é que ser bom e ele é de facto bom. Era difícil com tudo o que se passou no ano passado, a equipa é toda nova e ele esta a fazer um bom trabalho.
SA- Será ele que irá devolver a alegria ao universo leonino?
ZDQ- Sim. Penso que sim, este ano vamos ter muitas alegrias no fim da época e também ali no meio com a porcaria da Taça da Liga.
SA- Tu apoiaste Bruno de Carvalho. Hoje tas rendido ao trabalho de Godinho Lopes?
ZDQ- A partir do momento em que foram eleitos, em que ficou resolvida toda aquela confusão dos votos, Godinho Lopes é o nosso presidente. Está a fazer um bom trabalho, do que posso ver e falar por agora, parece que acertaram em quase todas as contratações dos jogadores e a equipa joga com outra atitude.
SA- Qual é o jogador que mais admiras no plantel do Sporting?
ZDQ- Para mim o melhor futebolista do Sporting é o Matias Fernandez. Também aprecio a empatia que se criou entre o Capel e os adeptos, parece um miúdo a jogar na rua com a malta.
SA- Tens ido a Alvalade este ano? Que diferenças notas?
ZDQ- Sim tenho. Noto que tem mais gente, noto que não existe uma desconfiança tão grande em relação à equipa como noutros anos e com razão, até porque ir a Alvalade era um suplício e agora não, mesmo que o resultado não seja bom, vemos que a equipa criou ou se esforçou para ganhar
SA- Pensas um dia pertencer aos quadros directivos do Sporting?
ZDQ- Não. Tenho todo o gosto em ajudar o Sporting em tudo o que me é possível, mas não me sinto com capacidade para tal. E se calhar um dos problemas do Sporting é que muitas vezes, algumas pessoas têm muita vontade, são muito sportinguistas, mas tem que ser competentes para tal. Eu fui eleito para o conselho leonino e apercebi-me que não tinha a disponibilidade que era necessária para prestar um bom serviço ao clube. Uma das coisas que me faz confusão e eu faria era colocar os jogos em Alvalade para a tarde. Ainda esta semana o jogo com o Braga foi a um domingo as 20:15h
SA- A culpa é da direcção?
ZDQ- Só pode ser. Eles podem dizer que a culpa é da SportTV, mas o clube tem que fazer mais força, mais pressão para que isso aconteça mais vezes. Ate porque o Benfica e o Porto jogam mais vezes do que nós às 18h por exemplo. Era muito importante para levar mais famílias ao estádio. Eu tenho dois enteados que quero levar a Alvalade e não consigo por causa das horas tardias a que se realizam os jogos.
SA- Será que oSporting tem menos força que os outros grandes junto de quem manda no futebol?
ZDQ- Não sei, sei é que tem que ser mais forte e exigente. O Benfica, por exemplo, até usa um incidente de uma conversa com o microfone ligado entre dois jornalistas, para obter o que deseja.
SA- Foi pai recentemente, a pequena Rosa, já é sócia do Sporting?
ZDQ- Sim claro, antes mesmo de ter o cartão de cidadão. Ser sócia do Sporting é que é a verdadeira identidade dela.
SA- O teu melhor onze de sempre do Sporting?
Gr- Vítor Damas. DD – Carlos Xavier. DC – Marco Aurélio, para mim o melhor central que já vi no Sporting e o André Cruz, um jogador cheio de classe. DE- Rui Jorge, sem dúvida. MC- Tenho que por Oceano, MC- Balakov, MA- Pedro Barbosa, o jogador que mais me entusiasmou no Sporting. MC- Luís Figo que ainda fez 2 grandes épocas pelo Sporting. PL- Manuel Fernandes e Liedson. Apesar dos títulos de Acosta e Jardel, tenho que colocar o Liedson
SA- E o melhor treinador?
ZDQ- Treinador…o Paulo Bento.
SA- Paulo Bento foi injustiçado em Alvalade?
ZDQ- Injustiçado não, até porque ele é que se despediu. Nós, os adeptos do Sporting, temos um bocadinho a mania de tratar mal o que é nosso! Primeiro foi o Figo que na saída ameaçaram de tareia, e isso é uma coisa que eu não percebo. No caso do Paulo Bento, nem tanto, ele saiu num momento de tensão, a equipa já não dava para o Paulo Bento e ele não dava para a equipa.
SA- Custa ver sair os símbolos do clube?
ZDQ- Custa claro, basta vermos os últimos anos. O Benfica foi campeão com o Simão como o melhor jogador. Depois o Porto ganhou vários títulos com o Quaresma em grande, tem a seguir uma grande época do Varela e eu sinto-me irritado com isso.
SA- A culpa é de quem?
ZDQ- A culpa é toda de quem geriu o Sporting. Dou um exemplo concreto desta época, o Capel saiu do Sevilha, foi praticamente dispensado, o Sevilha faz uma conferência de imprensa onde se despediu em lágrimas e a bem com todos. Nós tivemos o Yannick, um miúdo formado por nós, um Sportinguista, ainda me lembro da história da coca-cola com o Boloni e sai escorraçado do clube, eu não percebo isto.
SA- A culpa do declive do Yannick é dos adeptos?
ZDQ- Não, isso não. Um jogador tem que ser forte animicamente. Os adeptos não têm esse poder, basta vermos o Cristiano Ronaldo que é assobiado em todo o lado e joga cada vez melhor.
SA- Concordas então com o regresso ao clube de símbolos do clube, como o Beto, Nelson, Oceano?
ZDQ- Claro que sim, porque só assim se consegue passar a mística do clube. Os jogadores no Porto acabam a carreira e continuam lá e até como treinadores de outras equipas e depois abrem as pernas quando jogam com eles. O nosso clube tem que tratar bem quem é nosso.
SA- Cristiano Ronaldo poderá ultrapassar Eusébio, no título de melhor jogador português de todos os tempos?
ZDQ- Eu não sei até se já não o ultrapassou. Acho que mesmo os benfiquistas o dirão. O Cristiano é um jogador impressionante que vai pulverizar os recordes de golos. Ele está sempre, sempre, sempre no máximo da sua forma. Se Deus quiser vai ter um título de campeão internacional pelo nosso pais e vai ganha, espero eu, a Liga dos Campeões este ano. O Cristiano Ronaldo já é o melhor jogador português de todos os tempos. Com o Eusébio, Figo e Futre a seguir
SA- Já falaste duas vezes sobre o Futre. Ele daria um bom director desportivo no Sporting?
ZDQ- Eu conheço o Futre, ele tem capacidades para isso, não é só pela sua maneira de ser: é mesmo pela capacidade que tem para ao lugar. Ele foi director desportivo do Atlético de Madrid e voltou a colocar o clube no topo. Ele teria sucesso mas ganhou outra lista e os que lá estão também são capazes.
SA- Umas palavras para os leitores e adeptos do Sportingapoio?
ZDQ- Continuem a ler o Sportingapoio, a sugerir o facebook do sportingapoio, a fazerem likes (eu não tenho facebook) e este site com a cobertura que tem, faz falta ao mundo Sporting, até porque é um local onde todos os Sportinguistas podem expressar a sua opinião, acho que é importante e isso nota-se pela quantidade de pessoas que visitam o site. E quero deixar um apelo a quem for no sábado e estiver na jaula. Tenham cuidado porque pode sempre surgir cacos no chão de garrafas tocadas por benfiquistas, não se esqueçam de tomar as vacinas todas. Quero também deixar um pedido ao presidente do Benfica, que coloque, o Diabo de Gaia, o agressor de árbitros, no lugar deixado em branco pelo nosso presidente, ao seu lado na tribuna. Assim, se o Diabo de Gaia quiser fazer um mata-leão ao bandeirinha, o Luís Filipe Vieira agarra-o.




Entrevista realizada por Ivo Rainho Pereira a 24 de Novembro de 2011

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.

Follow Me