2 de junho de 2009

A Produções Fictícias TV vai lançar um concurso para caçar talentos do humor nacional, além de apostar no regresso da série "Paraíso Filmes" e numa remodelação da sua página na Internet, anunciaram hoje os responsáveis da empresa.



Numa altura em que comemora o seu segundo aniversário, a Produções Fictícias TV (PF TV) estreia, durante o Verão, a "Caça ao Cómico", um novo concurso de talentos humoristas.



"É um projecto que demonstra o que queremos deste canal: contribuir para o entretenimento", disse hoje o administrador da Portugal Telecom, que detém o portal Sapo onde a PF TV está alojada, Abílio Martins, durante uma conferência de imprensa em Lisboa.


O canal on-line ajudou a revelar, por exemplo, Luís Franco Bastos, um jovem humorista conhecido do grande público pelas imitações que faz no programa da RTP "Os Contemporâneos".



"O Luís é um produto da PF TV. Começou na net e passou para a televisão", mencionou Abílio Martins, acrescentando que o jovem foi "inspirador e encorajador" para o lançamento de "Caça ao Cómico".



"Os comediantes revelam-se nos meios emergentes. Hoje em dia o meio forte é a Internet, é aí que eles têm surgido", referiu o director da produtora Produções Fictícias, Nuno Artur Silva.


O site da série "Paraíso Filme", protagonizada pelos actores António Feio e José Pedro Gomes e que passou na RTP, é outra das apostas da PF TV.



"Um projecto que passou despercebido na televisão [mas que] e esperamos que ganhe uma nova força na net", disse Nuno Artur Silva, para justificar a aposta no regresso da série.


Semanalmente a PF TV irá estrear um episódio, como "Sardinha", "Febre de Domingo à Noite" ou "Branca de Neve e os Seis Indivíduos Extremamente Baixos".



O site renovado da PF TV, que agrega outros sites independentes de séries como "Os Contemporâneos", "Gato Fedorento" ou "Herman" está disponível a partir de hoje.



Em Agosto volta a websérie "Lei da Bola" [programa de comentário futebolístico com sketches de humor à mistura], o projecto mais visto do ano, de acordo com Abílio Martins.


O administrador da PT referiu-se à PF TV como "uma aventura que agora é um projecto consolidado".



"É com grande satisfação que temos conseguido manter esta parceria com a Produções Fictícias. Aquilo que queremos são conteúdos 'premium' para a Internet", afirmou.


"O Sapo percebe a importância de investir nos conteúdos e não só no acto técnico, e isso é de assinalar", referiu por seu lado Nuno Artur Silva.



Para o responsável da Produções Fictícias, esta TV on-line é a "prova que a televisão não é a única saída para produtos de ficção audiovisual".


Ao longo de dois anos, a PF TV disponibilizou mais de dois mil vídeos e atingiu os 10,5 milhões de pageviews.



O vídeo mais visto de sempre no site é um dos sketches de "Os Incorrigíveis", protagonizado por Ricardo Araújo Pereira [uma conversa entre um bombeiro e um operador do INEM], com mais de 650 mil visualizações.

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.

Follow Me